SECRETARIA DE SAÚDE PROMOVE "OUTUBRO ROSA 2016"
TERRA ROXA -05/10/2016
 
 

Terra Roxa já está no clima de "Outubro Rosa", campanha de mobilização para a importância de prevenir o câncer de mama e do colo do útero. A programação promovida pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Saúde, inclui uma série de atividades e segue até o final deste mês.

Entre as ações, serão realizadas coletas para exames preventivos em horário especial. Todas as quartas-feiras a noite, em todos os postos de saúde do município, as mulheres poderão comparecer das 19:00 às 21:00 horas para coletas.

Conforme explica a Secretária de Saúde Ethiane Mariano, essas atividades em horário diferenciado tem por objetivo garantir o atendimento à todas mulheres do município, priorizando o atendimento para aquelas que trabalham durante o dia.

A Secretária ainda ressalta que o serviço continuará sendo realizado normalmente nos Postos de Saúde durante o dia. As coletas em horário noturno não serão realizadas apenas na quarta-feira (12) feriado.

Todos os sábados deste mês serão oferecidos encaminhamentos de mamografias para mulheres acima de 50 anos. Durante a semana, também serão realizadas coletas extras nos Postos de Saúde para atender a demanda.

A Secretaria de Saúde também está programando uma palestra direcionada para as mulheres do município. A data do evento será divulgada nos próximos dias.

CÂNCER DE MAMA

O câncer de mama é o mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil. Depois do câncer de pele não melanoma, responde por cerca de 25% dos casos novos a cada ano. Para estimular a detecção precoce da doença e conscientizar a população, começa, neste mês, a campanha Outubro Rosa. Neste ano, a ação terá como tema "Câncer de mama: vamos falar sobre isso?".

A mensagem reforça o debate para que a população participe ainda mais das atividades promovidas em todo o País. Além de enfatizar a importância de a mulher conhecer suas mamas e ficar atenta às alterações suspeitas. As ações de conscientização visam disseminar o maior volume possível de informações sobre acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento, contribuindo para a redução da mortalidade.

 

 
 
FONTE: Assessoria de Imprensa / pmtr
 
 
LINK